O que realmente faz com que você alcance seus objetivos?

Inteligência, conhecimento, habilidade, atitude, competências, fé, paixão, inspiração, transpiração, otimismo… Claro, tudo isso ajuda muito, mas existe um elemento fundamental, considerado a cabeça e os ombros, acima dos outros membros – que muitas vezes é subestimado devido à conotação pejorativa envolvida pelo senso comum. Trata-se da esperança.

Quando falamos desse tema, muitos imaginam uma pessoa ingênua e inocente, esboçando um sorriso em meio às situações mais absurdamente desagradáveis ou difíceis. Isso é o que intitulamos de esperança vazia. É o contrário da esperança realista.

Qual o significado e os resultados da esperança?

Esperança não é passividade. Não é somente uma emoção boa. É acreditar, é ação, é motivação, vem do verbo esperançar. Envolve a vontade, a perseverança e as maneiras diferentes de se chegar aos objetivos.

A Psicologia Positiva estuda o tema há muitos anos pois reconhece sua importância para o bem-estar e a felicidade. Quem perde a esperança, não encontra mais sentido na vida, por isso, o antônimo dessa palavra é desespero, desapontamento e decepção.

Porque ter Esperança?

Recentes pesquisas dos psicólogos positivos revelam que pessoas com alto nível de esperança obtém melhor desempenho acadêmico (independente do Quociente Intelectual), possuem pensamento divergente (a capacidade de gerar muitas ideias, associações e detalhes) e elevado nível de consciência.

Todo ser humano precisa ter objetivos, sem eles não há sucesso nem autorrealização. Viver envolve coisas boas, mas também dificuldades, incertezas e reviravoltas.

Com a esperança, conseguimos enfrentar os problemas e adversidades por meio de estratégias adequadas que aumentam as chances de atingir os objetivos.

Objetivos de Ano Novo e a Esperança

Todos nós temos objetivos para o ano novo, correto? Emagrecer, passar no vestibular ou em um concurso, mudar de emprego, ganhar mais dinheiro… Ficamos felizes com nossos objetivos e começamos o ano muito otimistas. Mas os dias começam a passar, vão-se os meses e nossos planos não se concretizam. As coisas não saem como imaginamos e com isso… ficamos ansiosos, decepcionados e desistimos, deixamos para o próximo ano…

É aí que entra a esperança, mas não a vazia, e sim a realista.

Ao estabelecer metas futuras, as coisas podem ou não acontecer como imaginamos, por isso que não  basta esperar que as coisas melhorem ou entrem no eixo. Nossa atitude mental positiva é fundamental para elevarmos nosso nível de esforço no sentido de encontrar caminhos que nos levem mais próximo possível dos nossos objetivos.

A esperança nos permite encontrar esses caminhos e não nos entregarmos ao desespero quando as coisas não saem como planejamos!
formacao-coaching2