psicossomatização

Não é possível mais ignorar as interações entre emoção, mente e corpo. Comprovações científicas mostram que a emoção ocorre ao mesmo tempo no corpo e na mente. E quanto mais forte ela for, maior o abalo físico e emocional.

A relação entre emoções e o nosso corpo é tão intensa, que quando não estamos bem emocionalmente, pode ocorrer um fenômeno denominado psicossomatização. Em grego, “soma” significa corpo. Significa que uma dor emocional se manifesta em nosso organismo.

Áreas Mais Afetadas

As áreas geralmente mais afetadas no nosso corpo são:

  1. Funcionamento das vísceras: o pulmão; os intestinos com surgimento de úlcera, colite, o coração com endurecimento de artérias e infartos).
  2. Glândulas endócrinas (hipófese e suprarrenais): ocorrem diabetes, disfunção erétil, diminuição da libido).
  3. Sistema imunológico: surgem as gripes, resfriados frequentes, cicatrização lenta e maior vulnerabilidade a infecções..

Portanto, a psicossomatização é a expressão de uma dor emocional por meio de uma dor física autêntica. As emoções fragilizam o corpo e  quando a pessoa vai ao médico ou faz exames, a doença realmente aparece. Nesse caso, o que deveria ficar só na mente, é transportado para o físico.

Surgimento das Doenças

Várias manifestações com alta carga emocional negativa levam a problemas graves, e não raro, à morte. Algumas lentas e outras fulminantes, como os ataques cardíacos provocados pela raiva frequente. A hipertensão também tem um grande fundo emocional. O  médico e psicanalista Franz Alexander descobriu em suas pesquisas que as pessoas que reprimem seus sentimentos têm pressão arterial elevada permanente.

O corpo mexe com as nossas emoções e elas o modificam.  Por isso é tão importante o bem-estar físico e mental.

Uma corrente da medicina se mostra cética sobre a possibilidade de as emoções influírem em termos clínicos.  Isso se justifica em parte porque ainda não sabemos  exatamente qual é essa dimensão.

Talvez por isso seja difícil aceitar que uma doença física possa ser causada por problemas emocionais. Mas quando estudamos profundamente as emoções e suas consequências, compreendemos que assim como elas podem ocasionar doenças, elas também auxiliam na sua cura.

Obviamente que não podemos generalizar. Nem todas as pessoas que experimentam emoções negativas fortes ficam doentes. Mas isso nos permite refletir sobre a dimensão que as emoções mal administradas podem causar em nossa vida.

formacao-coaching2