COMO DESENVOLVER A SENSIBILIDADE AO CONTEXTO

COMO DESENVOLVER A SENSIBILIDADE AO CONTEXTO

Sensibilidade ao Contexto

O termo sensibilidade ao contexto é muito utilizado na área da tecnologia da informação, mas nesse artigo trata-se de uma habilidade emocional. “Sensibilidade” é a capacidade pessoal em perceber ou estar ciente da ocorrência dos tensores existentes ao nosso redor. Já o termo “contexto” refere-se a tudo o que ocorre à nossa volta, e que influencia na interação com o ambiente e com os outros.

A sensibilidade ao contexto consiste, portanto, na capacidade pessoal de estarmos cientes do contexto e, em consequência, reagirmos de forma adequada a ele. O baixo desenvolvimento dessa capacidade não nos permite regular as respostas emocionais para que correspondam ao ambiente que interagimos em certos momentos.

Pessoas Insensíveis ao Contexto Social

Todos nós conhecemos pessoas que falam o que não devem, emitem opiniões sem serem solicitadas, são inoportunas, fazem brincadeiras inapropriadas, contam piadas indiscretas para quem não está disposto a ouvi-las ou vestem-se para um velório como se fossem em uma festa. São facilmente identificáveis, na empresa é aquele profissional de temperamento instável, pode ser aquela colega que comparece ao trabalho com decotes imensos, aquele amigo que utiliza roupas estampadas como se estivesse na praia (mesmo estando em um ambiente formal), aquele vendedor insistente que não sabe a hora de encerrar a prospecção ou até mesmo aquele colega que pede um aumento ao chefe no meio do happy hour. Coloquialmente são chamados de “pessoas sem noção” e o termo científico é ausência de “sensibilidade ao contexto”.

A falta de discernimento do contexto social faz com que a pessoa tenha comportamentos inadequados para determinadas situações. Podemos ter respostas emocionais adequadas para um contexto, mas não em outros, as pessoas citadas acima não percebem essa diferença, é uma insensibilidade pessoal.

Você Tem Essa Habilidade Desenvolvida?

Cada um de nós pode fazer uma rápida autoavaliação para saber se possuímos essa habilidade desenvolvida, respondendo às seguintes questões:

  • Você se comporta adequadamente em cada ambiente (trabalho, escola, reuniões)?
  • Seu comportamento é adequado tanto a nível de se vestir, de se portar e de falar para cada situação?
  • Você consegue compreender o momento oportuno de abordar certos assuntos?
  • Você tem as atitudes adequadas para cada situação?
  • Quanto você tem noção que seu comportamento é adequado ao contexto?

Como Desenvolver essa Habilidade?

Se as respostas não foram favoráveis, saiba que não estamos condenados a agir da forma como agimos hoje pelo resto das nossas vidas, assim como o exercício pode transformar nossos corpos, o treinamento mental pode afinar o cérebro e consequentemente, nosso estilo emocional. A técnica mais utilizada para isso é a meditação, que aos poucos deixa de ser vista como uma prática exotérica e alternativa para se encontrar com a ciência. O neurocientista Richard Davidson, PhD em Psicologia pesquisou por anos o Estilo Emocional do Cérebro, demonstrando em suas pesquisas que exercícios simples como a Atenção Plena (Mindulness) nos permitem concentrar no momento presente e ajudam a aumentar nossa sensibilidade ao contexto. Não há razão para não começar agora, já que alguns minutos são suficientes para incorporar essa prática à rotina diária.

Se no trabalho você convive com uma pessoa que não tem essa capacidade desenvolvida, talvez seja a hora de começar a mudar esse contexto. Tratar diretamente do problema pode piorar a situação, mas você pode, sutilmente, convidá-la a pratica do mindfulness junto com você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso Legal: O resultado individual varia conforme o nível da habilidade aprendida, a dedicação e o esforço de cada participante. Dispensar

X