7 ERROS, 7 PECADOS CAPITAIS DO TRABALHO

7 ERROS, 7 PECADOS CAPITAIS DO TRABALHO

Pecados Capitais no TrabalhoPecados Capitais Originais

Gostaria de compartilhar a publicação da revista VOCÊ S/A  que aponta os principais erros ou pecados vivenciados no contexto de trabalho e que acabam comprometendo não só o ambiente organizacional, mas a carreira dos colaboradores. Faço aqui uma releitura do artigo.

Os sete pecados capitais foram estabelecidos pelo papa Gregório Magno no século VI e são: a gula, a avareza, a luxúria, a ira, a inveja, a preguiça e a vaidade/orgulho. São elementos que ferem a Deus, a si mesmo e ao próximo; segundo o catolicismo, quem os pratica merece condenação.

7 Pecados Capitais no Trabalho, 7 Erros

Fazendo uma analogia com o cenário corporativo, os sete pecados capitais do trabalho ocasionam danos nos relacionamentos interpessoais, no desempenho das equipes e na imagem da organização. Os principais pecados cometidos no trabalho são classificados em: ganância (avareza), soberba, ostentação, ira, preguiça, inveja e intolerância.

1) Ganância

A palavra “ganância” pode ser definida como a ânsia por ganhos excessivos e exorbitantes, avidez, cobiça e o desejo exacerbado de ter ou receber mais do que os outros.

Observa-se que cada vez mais, as pessoas estão buscando o “ter” no lugar do “ser”. Acredito que este é o reflexo do sistema capitalista e também das pessoas que estão ligadas ao ganho por ganhar, num processo acumulativo. O profissional ganancioso busca ter cada vez mais, ficar cada vez mais rico, mais poderoso, mesmo que o preço seja sacrificar pessoas ou prejudicá-las, em detrimento de sua satisfação pessoal.

2) Arrogância

A “soberba” pode ser classificada como comportamento orgulhoso, presunçoso e arrogante. Temos nos deparados com pessoas e gestores que ao assumirem posições de comando e de poder, se tornam bastante vaidosos. A soberba é um dos piores pecados e segundo a Bíblia e a filosofia, vem desde Adão e Eva que buscaram ser igual a Deus. A pessoa soberba sempre acha que o que faz é melhor do que aquilo que os outros fazem. Sempre se vangloria de seus feitos. Uma das estratégias para se evitar a soberba é as pessoas se autoconhecerem e saberem lidar com este sentimento.

3) Ostentação

Outro pecado é a “ostentação”, definida como exibição, luxo, riqueza, poder. Profissionais exibicionistas vivem se gabando da sua prosperidade e do que possuem e na maioria das vezes usam do poder para desprezar ou menosprezar o outro. São pessoas que só vivem do status. A grande ironia da ostentação é combater a própria falta de nobreza.

4) Raiva

A “ira”, cujo comportamento se manifesta por meio da cólera, raiva, indignação e desejo de vingança, é classificada como um dos pecados corporativos com as piores consequências no ambiente de trabalho.

O Instituto do Trabalho Americano apresentou recente estatística onde consta que 17 mil pessoas são agredidas semanalmente do ambiente de trabalho. São agressões proferidas pelos líderes e colegas de trabalho originadas por acessos de raiva ou de cólera. O autocontrole das emoções e sentimentos são fundamentais para que esse erro não ocorra.

5) Procrastinação

Outro pecado é a “preguiça”, indolência.  O preguiçoso é aquele que adia em vez de realizar; deixa para amanhã o que pode se fazer hoje. O mais importante para evitar a preguiça é  não procrastinar, deixar tudo para depois. É preciso começar, mesmo que seja devagar.

6) Inveja

A inveja é o desgosto provocado pela felicidade e/ou posses de outrem. É o fruto da comparação com os outros, por isso, um exercício prático é o desenvolvimento sistemático da autocomparação, a comparação consigo mesmo.

7) Intolerância

A intolerância é a falta de compreensão ou a intransigência com relação às opiniões, atitudes e crenças dos outros. Saber ouvir e respeitar ideias diferentes é fundamental para livrar-se desse pecado.

Consequências dos 7 Pecados Capitais no Trabalho

É evidente que aquele que comete o pecado capital no trabalho traz prejuízo a si mesmo. Com o tempo pode perder seu emprego e trazer prejuízos ao longo da carreira.

Sobretudo, os sete pecados capitais no trabalho são erros que abrem portas para  muitos outros. Suas ramificações são imensas.

São chamados de pecado porque a punição são as consequências maléficas que não ficam circunscritas somente a quem o pratica,  mas afetam negativamente os outros, à organização e ao mundo.

Os pecados capitais no trabalho tornam-se vícios e contrapõem as virtudes.

O que fazer sobre os Pecados Capitais no Trabalho?

O primeiro passo para evitar cometer esses pecados é tomar consciência deles respondendo as seguintes perguntas:

  • Qual(is)  deles você tem praticado no seu dia a dia?
  • É possível corrigir os pecados que já cometeu?
  • Quem ou quais pessoas prejudica ao cometê-los?
  • O que pode fazer para evitá-los?

2 thoughts on “7 ERROS, 7 PECADOS CAPITAIS DO TRABALHO

  1. Avatar
    Assamo says:

    Sem comentários vejo no meu local de trabalho e passei essa informação, alguns ficaram satisfeitos outros sentira-se lesados en fim nem todos gostam de aprender…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso Legal: O resultado individual varia conforme o nível da habilidade aprendida, a dedicação e o esforço de cada participante. Dispensar

X