O PODER DO FEEDBACK CONSTRUTIVO

feedback

Ministrando um dos meus treinamentos para dezenas de profissionais de uma indústria, cujo tema era comunicação interpessoal, durante o intervalo um dos colaboradores me disse reservadamente que naquela empresa nunca havia recebido um feedback do seu gestor.

Ele era um profissional bastante reservado e tímido o que dificultava ter a iniciativa de pedir feedback. Apesar de estar alguns anos na função, ainda não tinha certeza se o seu desempenho estava correspondendo às expectativas esperadas.

Essa fala não me surpreendeu pois apesar de 99% dos líderes e gestores considerarem o feedback fundamental dentro da empresa, mas a maioria não o pratica.

O problema é que sem feedback voamos às cegas.

De fato, é muito importante que os colaboradores recebam feedbacks de seus desempenhos, entregas e comportamento.

Eles não precisam acontecer somente após a Avaliação de Desempenho ou quando se trata de um feedback construtivo-corretivo, que ocorre quando o profissional não está entregando resultados, comete erros ou tem baixa performance.

Certamente os feedbacks podem ser constantes e rápidos, dados em várias oportunidades tais como o avanço de um trabalho, a conclusão de uma tarefa difícil, aumento de resultados são momentos interessantes para ter feedbacks construtivo-positivos, também vistos como reconhecimento ou elogios.

Segundo Ed Batista da Revista HBR (Harvard Business Review):

Tenha em mente que, ao dar feedback positivo com frequência, seu feedback corretivo, quando justificado, parecerá mais aceitável e menos ameaçador.

Feedback: Significado e Importância

Feedback significa dar respostas ou retornos diante de situações ou comportamentos. Consiste na capacidade de dar e receber opiniões, críticas e sugestões sobre algum fato.

O feedback é construtivo quando incentiva comportamentos considerados desejáveis ou estimula o desenvolvimento de uma pessoa ao passo que é negativo quando deprecia, julga ou não promove mudanças. Esse último obviamente, deve ser evitado.

Nas organizações ele é fundamental uma vez que é a oportunidade de informa o profissional sobre seu desempenho, conduta ou resultado, permitindo que ele saiba como seu trabalho é percebido pelos outros e qual o nível de satisfação da empresa.

O feeback é uma técnica poderosa que auxilia na mudança comportamental, deixando claro para o colaborador o que a organização espera dele, sua performance atual, quais seus gaps (lacunas), o que pode manter e o que pode melhorar para ter melhor desempenho.

Certamente, avaliar os acertos ou o que poderia ser diferente da próxima vez são reflexões trazidas por um bom feedback, mas não é somente isso, por ser um importante instrumento de gestão, ele pode atingir objetivos igualmente fundamentais.

Objetivos

O feedback tem como objetivos:

  1. Manter as pessoas informadas sobre a sua performance, entregas e resultados.
  2. Favorecer efetivamente a realização do trabalho.
  3. Corrigir eventuais erros ou desvios.
  4. Promover o crescimento das pessoas.
  5. Manter as pessoas engajadas.
  6. Desenvolver as pessoas.
  7. Focar-se em desempenhos futuros.

Sobretudo, o feedback é um dos principais aspectos da comunicação eficaz  e assertiva pois possibilita a boa conexão com os outros. Quando usado corretamente ajuda a potencializar os pontos fortes e trabalhar aqueles que precisam de ajustes. Logo, com o feedback, os colaboradores podem buscar pelo seu autodesenvolvimento.

Sem dúvida, o feedback é um importante instrumento de liderança e gestão, que ao ser realizado de forma inteligente e eficaz, desenvolve e ajuda a melhorar a performance do colaborador.

22 thoughts on “O PODER DO FEEDBACK CONSTRUTIVO

  1. GIOVANA TAVARES DA SILVA says:

    Se as empresas realmente soubessem o valor, a importância do feedback, muitas coisas mudariam.

  2. jackson says:

    Uma ferramenta incrível e que realmente transforma e desenvolve um time. Sempre acreditei e continuo acreditando no poder do feedback. Obrigado pelas dicas, são realmente importantes para que possamos cada dia melhorar em relação ao que já fazemos. E para os que não fazem ainda são essenciais no desenvolvimento da habilidade de dar o feedback.

  3. Ederaldo do Nascimento says:

    Uma ferramenta incrivel, que devido ao ” automático ” na maioria das vezes deixamos de aplicar com a devida eficácia.
    Obrigado por reativar este tema.
    Parabéns ótimo artigo

  4. Cleberson says:

    Parabéns pelo artigo!!! O poder do feedback é percebido ao final da conversa quando o seu liderado libera aquele brilho no olhar….ah quando isso acontece você percebe que esta no caminho certo!!! isso é fantástico!!! por outro lado, em uma auto avaliação evidenciamos a capacidade de uma boa gestão sensível a percepção de detalhes, mas detalhes que faz toda a diferença!!!

  5. Rodrigo Rochia says:

    Obrigado pelo artigo.
    Realmente o feedback se mostra uma ferramenta inclivel no engajamento e motivação do liderado bem como no processo de crescimento de um time

  6. Carlos Eduardo dos Santos says:

    Bom dia, realmente um ótimo artigo, pois sempre que posso e realmente vejo a necessidade faço o feedback com meus colaboradores tanto positivo quanto negativo, creio que assim possam melhorar ainda mais seu desempenho.

  7. Rebeca Vitória Natal da Silva de Oliveira says:

    Conteúdo muito válido! Busco dar feedback para meus liderados com frequência e solicitar ao meu líder a meu respeito. Percebo que a prática faz com que o outro evolua e potencialize seus pontos fortes.

  8. Evanildo Júnior says:

    Excelente artigo parabéns! Destaco a importância de manter o feedback constate para liderados que atendem as expectativas, pois nossa tendência é acompanhar com maior frequência / proximidade colaboradores de baixa performance e quando nos damos conta aquele funcionário que atendia as expectativas já não “performa” mais como antes pela falta de acompanhamento. Sugestão de leitura: “Preciso saber se estou indo bem” por Richard L. Williams

  9. GREGORY HENRIQUE FIGUEIREDO says:

    O feedback assertivo e aplicado corretamente é um presente para quem recebe e a certeza de missão cumprida para quem o entrega. Parabéns pelo artigo professoras!

  10. Gisele Delazari says:

    Bom dia,
    Observo o qual importante é a pratica dos feedbacks tanto pelos lideres, assim como pelos gestores pois nos acrescenta os pontos que necessitamos desenvolver para que possamos estar sempre buscando as evoluções.

  11. Rebeca Penteado says:

    Em instituições em que feedbacks não são fornecidos com regularidade, é gerado no colaborador a sensação de que quando ele está sendo instruído, na verdade está sendo punido. Acredito que ao aproveitar diferentes momentos para dar um feedback, ao decorrer do tempo, é propiciado ao colaborador um amadurecimento para aceitação de críticas construtivas e até mesmo o instiga a realizar a autocrítica.

  12. Fabberson Oliveira says:

    Ótima leitura. Nos ajuda a entender a importância do feedback no acompanhamento performático do profissional. Ele se sente motivado a aplicar o melhor nas atividades, sabendo que há um acompanhamento no sentido de direcionar e não criticar.

  13. Vivian Limongi says:

    A cultura do feedback é fundamental para que todos cresçam, desde alta gestão. É o momento de parar e refletir sobre o que é possível mudar, desenvolver, criar… conhecer se estamos no caminho certo além de sermos reconhecidos por um bom trabalho realizado, não tem preço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *