LÍDERES NA GESTÃO DO CONHECIMENTO

A Gestão do Conhecimento ainda é um recurso pouco utilizado nas organizações. Muito embora o futuro da maioria das organizações dependa dela.

Por muito tempo as atividades de destaque nas empresas foram aquelas que produziam e distribuíam produtos. Entretanto, isso  mudou consideravelmente no mundo 4.0, caracterizado pela nova revolução industrial e o encontro entre tecnologia da operação e da informação.

Com isso, as atividades mais valorizadas atualmente são aquelas que produzem e distribuem conhecimento, sendo esse o maior ativo das organizações.

Sem dúvida, para a organização realizar mudanças, sobreviver e crescer precisa apoiar-se no conhecimento. Entretanto, tudo começa com a liderança autêntica.

Da Liderança Autocrática à Liderança Autêntica

Assim, a complexidade do mundo moderno e as mudanças cada vez mais rápidas e radicais necessitam de novas formas de gestão e liderança. Elas precisam atender de forma rápida as novas demandas que surgem nesse mundo tecnológico.

Portanto, a liderança autocrática das organizações burocráticas e mecanizadas perdem força nesse cenário, dando origem ao líder autêntico. Por certo é ele que mobilizará o conhecimento da força de trabalho para vencer os desafios e gerar crescimento na empresa. Mas essa mobilização precisa ser realizada por meio da Gestão do Conhecimento.

Como Isso Funciona na Prática…

A Gestão do Conhecimento é um processo de aprendizagem dinâmico em que se gera continuamente novos conhecimentos, disseminando-os ampla e rapidamente dentro da empresa.

Na prática a Gestão do Conhecimento significa extrair o que está “dentro da cabeça” das pessoas (implícito), sistematizar, estruturar, armazenar e difundir isso dentro da empresa (tornar explícito).

Nesse processo, os conhecimentos são retroalimentados e todos ganham, aqueles que o transmitem e os que o recebem, pois, juntos geram espirais cada vez mais ascendentes de conhecimento. E inegavelmente, o papel da liderança é fundamental para a Gestão do Conhecimento funcionar.

Liderança Autêntica na Gestão do Conhecimento

Em suma, para a Gestão do Conhecimento ser eficaz é preciso uma liderança autêntica, pautada em princípios, na ética, responsabilidade e confiança.

Ninguém na empresa vai querer compartilhar o que sabe se não tiver segurança de que não será prejudicado no presente e no futuro.

Por isso, esse modelo de liderança relaciona-se com comportamentos organizacionais positivos. Sem eles, não há mudanças e adaptações duradouras e positivas. E isso só é possível quando existe autenticidade, transparência e confiança.

Nesse sentido, cabe ao líder influenciar, mas principalmente, inspirar e mobilizar os colaboradores para as mudanças.  Mas sem a Gestão do Conhecimento elas seriam desordenadas e caóticas.

Por fim, para ser considerado um líder autêntico é preciso ser fiel a si mesmo e agir de acordo com seu verdadeiro eu.

Em cenários de incertezas e complexidade é certo que ele enfrentara as crises e dificuldades com esperança e otimismos realistas. Mas principalmente, na Gestão do Conhecimento, o líder autêntico ajuda as pessoas a encontrarem significado no que fazem e a compartilharem suas experiências e conhecimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X