DE QUEM É A RESPONSABILIDADE?

Responsabilidade pelos Fracassos

Obviamente que devemos almejar sempre o sucesso e não o fracasso. Nem justificá-lo quando tivemos meios e oportunidades de ter resultados melhores.

Em suma, a falta de habilidades técnicas, comportamentais ou emocionais como falta de foco, concentração, inteligência emocional ou rigidez não justificam o seu fracasso.

Esses são elementos de sua responsabilidade, em que você pode fazer algo a respeito, melhorando ou adquirindo essas competências. E não devem ser pretextos para o fracasso pois na maioria das vezes, ele pode ser evitado com um bom planejamento.

Por certo, existem pessoas que assumiram a responsabilidade pelos seus fracassos e não se envergonharam deles. A história está repleta de pessoas que deram a volta por cima após sofrerem reveses na vida.

Inclusive algumas delas tornaram-se célebres pelos seus fracassos, chegando a contribuir muito para humanidade.

Fracassos Gloriosos

Thomas Edison, por exemplo, um dos maiores cientistas de todos os tempos, tinha uma relação interessante com seus fracassos. Ele era agradecido a eles, eternizando-os em uma de suas frases:

“Uma experiência nunca é um fracasso, pois sempre vem demonstrar algo”.

Certamente ele não tinha uma mente fracassada. Apesar das centenas de tentativas, não desistiu até atingir seu objetivo que era inventar a lâmpada elétrica.Afinal, só fracassa quem tenta. Para ter sucesso no futuro, obviamente, houve muito planejamento e ação.

Por isso é importante compreender os erros como parte do processo de aprendizagem e crescimento.

Fracasso como Parte da Jornada

Por isso, aqueles fracassos que contribuem para aprendizado, mudanças, melhorias e inovação, precisam ser compreendidos como temporários e parte da jornada do sucesso.

Não estou justificando fracassos e muito menos incentivando-os. Por certo não é possível falhar tantas vezes seguidas em um negócio, sob pena de levá-lo à falência.

Estou dizendo que fracassar é normal e muitas vezes, útil. Ele não precisa ser entendido como uma experiência negativa para toda a vida e sim, um episódio que traz oportunidade de aprender, desenvolver e progredir.

Enfim, o fracasso é parte do processo de aprendizagem que contribui para a jornada do sucesso.


*Artigo escrito em parceria com a Profa. Dra. Yeda Oswaldo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X