resposta

Imagine que é madrugada, você está sozinho em casa e dorme tranquilamente em sua cama. De repente acorda com o barulho de passos no quintal. Imediatamente fica em alerta e percebe que está diante de uma ameaça ou suspeita de um perigo. O que você faz?

Nosso comportamento defensivo nos faz reagir de três formas ao medo e a situações estressantes. Este sistema detecta um perigo e produz respostas que objetivam aumentar a chance de sobrevivência em uma situação entendida como perigosa.

Em instantes nossa mente emocional nos emite um alerta e diz que precisamos nos proteger para garantir nossa sobrevivência. É uma reação automática e tão poderosa que provoca uma emoção intensa, nos levando a agir quase que instantaneamente, baseado em nossos instintos mais primitivos.

O que você faz nessa situação depende da forma como você percebe essa ameaça e qual seu grau de vulnerabilidade em relação a ela.

LFP: Lutar, Fugir ou Paralisar

A princípio temos armazenado em nossa mente emocional três reações: Lutar, Fugir ou Paralisar (também conhecidas como LFP).

Lutar significa enfrentar; Fugir é escapar e Paralisar é ficar parado e esperar que o perigo desapareça ou passar-se despercebido diante da situação.

Agora imagine que uma pessoa vai para uma reunião de negócios onde estão presentes outros competidores de mercado. Ela sabe que não será uma tarefa fácil, que sua posição pode estar ameaçada e automaticamente seu mecanismo de reação natural (LFP) é ativado.

Então sua tendência é reagir da mesma forma de quando sente medo ou perigo de qualquer outra coisa. Isso vale para tudo, desde uma discussão com o companheiro, quando é cobrado por alguma coisa, quando leva uma “fechada no trânsito”, ou se é flagrado no Facebook pelo chefe no horário de trabalho….

Reação de Luta (L)

Se normalmente entra em modo de Luta tentará marcar sua presença enfrentando os demais. Pode ser agressiva e revidar ao menor sinal de perigo, mesmo que imaginário. Estará sempre na defensiva.

Reação de Fuga (F)

Entretanto, se a sua reação natural é fugir desejará evadir-se daquela situação. Pode tentar encontrar alguma desculpa para sair da reunião, por exemplo.

Reação de Paralisar (P)

Caso a sua reação automática é ficar de paralisar-se, ficará quieta e imóvel, praticamente invisível. Não chamará a atenção para si até que a  reunião acabe. Ficará como  um observador.

Nosso sistema interior detector de perigo cobra uma resposta imediata, se não a damos, ficamos ansiosos. Entretanto, nem sempre a forma como respondemos à uma situação de perigo é interessante para outra. Se optar por Lutar quando devia Fugir, pode custar sua sobrevivência. Se optar por Fugir quando o ideal é Paralisar e observar o cenário, pode custar um bom negócio.

A Melhor Resposta

Acima de tudo é preciso desconstruir esse padrão automático LFP. Não podemos generalizar e reagir da mesma forma sempre. As circunstâncias, as pessoas, os ambientes mudam e podemos dar respostas eficientes a cada situação.

É necessário trazer essas reação ao nível do consciente para optar por aquela que garanta a sobrevivência e ao mesmo tempo gere crescimento e aprendizado. E essa e a melhor resposta. Isso é inteligência emocional.

formacao-coaching2