JANEIRO BRANCO E O FUNCIONÁRIO DO FUTURO

O funcionário do futuro

Conheça a incrível relação entre o Janeiro Branco e o Funcionário do Futuro.

O mês “Janeiro Branco” leva a conscientização da importância da saúde mental para se ter bem-estar.

É fato que existe uma mobilização geral de todos os segmentos com relação ao tema. Pais, professores, psicólogos e outros profissionais tendem a olhar mais detidamente para aquilo que ocasiona as desordens mentais.

As organizações mobilizam-se para sensibilizar os profissionais, fortalecendo sua cultura em relação a humanidade preventiva da saúde mental.

Todas as iniciativas são muito válidas, afinal, a saúde mental, é o ponto de partida para todo tipo de ordem ou desordem emocional, já que tudo começa com os nossos pensamentos que estão ligados às emoções.

E o que pensamos e sentimos é refletido no nosso corpo. Por isso é  fundamental investir na saúde mental, evitando assim o estresse crônico (burnout) e as doenças físicas decorrentes.

Entretanto, segundo a Psicossomatização, o inverso também é verdadeiro, nosso corpo interfere em nossos pensamentos, no que sentimos e na forma como vemos o mundo.

Nesse sentido, uma importante pesquisa desenvolvida pela empresa Fellowes do Reino Unido, identificou as características físicas do profissional do futuro, em decorrência de horas de sedentarismo, estresse e trabalho confinado ao escritório por um longo tempo.

O Funcionário do Futuro: Como Seremos em 2040

O projeto foi intitulado de “The Work Colleague of The Future”, no qual eles idealizaram uma boneca em tamanho real do “funcionário padrão” que existirá daqui a vinte anos.

Emma

O resultado é um ser humano inchado, barrigudo, olhos vermelhos, corcunda, inflamado, com dores nas costas, dor de cabeça e cheio de varizes. Esses serão alguns problemas físicos apresentados por esse profissional do futuro.

Como exemplo, temos Emma, que parece uma personagem de filme de terror. Mas não é. Ela é a personificação da pouca saúde mental e física e consequente baixa qualidade de vida de um trabalhador.

O que mais impressiona nisso tudo é que pessoas ao redor do mundo todo têm acesso a todo tipo de informação que podem conscientizá-las da importância do bem-estar.

As redes sociais estão repletas de conteúdos que despertam para a importância da prevenção das doenças laborais, suas causas e consequências, e mesmo assim, as patologias continuam a crescer e a evoluir.

Segundo a pesquisa da Fellowes o principal motivo é continuar não valorizando os aspectos da saúde e bem-estar.

Se não fizermos mudanças positivas AGORA, seremos as Emma’s DO FUTURO!


Artigo escrito com a colaboração da Profa. Ma. Elaine Dias

Fonte: https://www.fellowes.com/gb/en/resources/fellowes-introduces/work-colleague-of-the-future.aspx

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X