VER AS ÁRVORES E A FLORESTA: desenvolva essa habilidade

Ver as árvores e a floresta, é possível desenvolver essa habilidade?

Primeiramente, responda:

– Você observa as árvores ou a floresta?

Ao contrário do que possa supor inicialmente, não se trata de um artigo ambiental, mas sim do desenvolvimento de uma nova forma de pensar, de desenvolver o mindset de crescimento.

O que significa ver as árvores ou a floresta, afinal?

Peter Senge, engenheiro e PhD em gestão pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), propôs um método do pensamento sistêmico para a abordagem de problemas. Em seguida o descreveu como a arte de ver a floresta e as árvores.

Sem dúvida, essa é uma metáfora muito interessante para ilustrar a visão sistêmica e amplicada que podemos desenvolver em nossas vidas. Em princípio, quando estamos envolvidos em um projeto, um problema e principalmente em uma crise, costumamos ver as árvores em vez da floresta.

Ver as árvores tem vários significados, pode ser enxergar um detalhe, uma sutileza, mas também, focar nos pequenos problemas, estreitar a visão e esquecer do resto.

E pior: fixar-se nos problemas e não nas soluções. Apegar-se ao mindset fixo em vez do de crescimento. É preciso usar o modo retrato da mente (focar nos detalhes), mas toma o cuidado e não ficar somente preso nele. Há outras formas de ver as coisas. 

Entretanto, não queremos dizer que os detalhes não são importantes, é claro que são, mas não são tudo, para ter perspectiva e enxergar o todo, é preciso dar um passo atrás e ver o cenário mais amplo. Nesse sentido, José Saramago eternizou a frase:

É preciso sair da ilha para ver a ilha.

Fazendo uma analogia com essa frase, quando nos afastamos um pouco da situação, temos uma visão maior e aí sim conseguimos enxergar a floresta. É recorrer ao modo panorâmico de uma câmera e ver toda a paisagem.

Faça esse exercício agora. Peque um livro, caderno ou uma folha de papel e coloque-o bem em frente aos seus olhos, próximo ao seu rosto, até encostar no nariz. O que você vê? Provavelmente só o objeto. Agora afaste-o um pouco, o quanto seu braço permitir. O que vê agora? Além do objeto, consegue enxergar um cenário muito mais amplo, não é mesmo?

Isso ocorre na nossa vida, nas nossas empresas o tempo todo.

Enxergar as árvores é ver somente um pequeno item enquanto o cenário é muito mais amplo. É como ver aquele pequeno defeito do quadro em vez da paisagem toda.

Nesse entremeio, perdemos a oportunidade de ampliar nossa perspectiva.

Lideranças sem essa Habilidade

Na organização, aquele líder individualista, que age de forma independente em vez de interdependente, se preocupa somente com o “seu departamento” e diz ou pensa “isso não é da minha área” enxerga somente as árvores, e não a floresta.

Não percebe ou não se importa com a relação de causa e efeito entre sua área e as outras da organização. Logo, age de forma simplista e mecânica, tomando decisões sem ter a visão do todo.

Fazendo uma analogia, “seu departamento”, nesse caso, é a árvore e empresa, a floresta.

O pensamento sistêmico proposto por Senge, permite ampliar a visão e perceber que o nosso trabalho, independente do cargo, papel ou função, afeta todos em uma organização.

É possível ver as árvores e a floresta, simultaneamente?

Felizmente, todos nós temos a capacidade de melhorar nossa compreensão do encadeamento das ações e dos elementos na empresa. Podemos treinar nossa habilidade de observar sistemicamente., iniciando por mudar nosso mindset.

Quando assim o fizermos, teremos a habilidade de enxergar simultaneamente as estruturas complexas (o todo) e também as mais sutis (os detalhes), ou escolher entre uma e outra, quando for mais eficaz.

É ver a floresta além das árvores.

Definitivamente, é fazer parte das soluções, e não dos problemas.

Salvar

17 thoughts on “VER AS ÁRVORES E A FLORESTA: desenvolva essa habilidade

  1. Janaina Campos says:

    Nós líderes, precisamos continuamente nos esforçar e mudar nossos comportamentos para vermos a ilha/ floresta.
    O exercício de identificar nossas crenças limitantes é sensacional para darmos os primeiros passos rumo ao mindset de crescimento.

  2. Verônica Felix Lima says:

    É muito importante que cada vez mais a gente enxergue a “floresta” dentro do departamento nos ajuda a não deixar gaps, e para a organização é muito importante que todos trabalhem de forma interdependente.

  3. DANIEL PINHEIRO VELASCO says:

    Além do exercício pessoal do lider em “ver a floresta” é dele a responsabilide de mostrar aos seus liderados como ver “a floresta”. Mostrando outros pontos de vista e situações onde conseguimos observar quanto uma ação numa determinada árvore pode influenciar todo o ecosistema.

  4. Raul Felipe Lopes Francisco says:

    Visão holística defini muito o que um líder deve ter, mesmo estando inserido dentro de vários problemas, precisando sair dessa ilha e ter uma visão panorâmica, mas não basta somente eu “ver a floresta” e meu time enxergar a “árvore”.

  5. JOSE VERIDIANO ALVES JUNIOR says:

    Quando conseguimos enxergar uma imensidão de arvores, podemos analisar que vem ocorrendo um grande crescimento. Mesmo enfrentando diversas dificuldades, não devemos esquecer a grande importância de cada arvore para nossa floresta.

  6. NARCIANE BERTOLACCINI DE SOUZA says:

    Conhecer onde estamos, onde o outro esta. O que é necessário ser rompido, as crenças limitantes que precisam ser ressignificadas são essenciais para o bom desenvolvimento seja ele pessoal, profissional ou do negócio. O processo do autoconhecimento muito contribui para a construção de um campo fértil e interdependente de atuação.

  7. Andressa says:

    Como líder temos o papel de auxiliar os liderados na resolução de problemas que exigem uma solução rápida.
    Devemos orienta-los que é primordial avaliar cuidadosamente o impacto das ações em todas as partes envolvidas e articular soluções que estejam alinhadas com os objetivos organizacional. Ou seja, desenvolver uma visão panorâmica e em diversas perspectivas e enxergando a “floresta”.

  8. Rebeca says:

    Estabelecer o ponto em que o líder consegue se colocar enquanto observador, independente do tipo de problemática a ser solucionado, se faz extremamente estratégico para a equipe e instituição. Isso possibilita uma análise mais criteriosa, assim como, uma possível auto crítica. As diferenças perspectivas, se colocando no lugar do outro, de si próprio e de um observador, possibilita, também, uma tomada de decisão assertiva.

  9. Adriano da Costa Spadoni says:

    Esse exercício de ver as árvores e a floresta é muito dinâmico em nosso dia dia.
    Ter o senso de urgência, analisar o momento e definir o que deve ser observado em cada desafio é a maior missão de cada gestor.
    Analisar os impactos que uma área pode refletir em outra precisar estar como prioridade.
    Mantermos essa balança equilibrada requer esforço, dedicação, comprometimento e habilidades individuais e conjuntas.

  10. Raul Silva says:

    Gostei muito do exercício vejo que pode-se aplicar para vida pois sempre na vida ou estamos no papel de líder ou liderado e soluções de problemas surgem quando permitimos sair da zona de conforto (Mindset fixo).

  11. Gisele Delazari says:

    Importante estarmos desenvolvendo este olhar seja no nosso meio profissional ou pessoal também.
    Observo o quanto por muitas vezes ainda vejo somente a floresta e não paro para a reflexão de olhar as arvores e o quanto isso nos afeta no dia a dia, assim como a busca por soluções frente as questões.

  12. Conceição Bueno says:

    Procuro na maioria das vezes olhar a “floresta”, pois um departamento isolado não atinge o sucesso da empresa. É importante ver o todo para melhor resultado da organização.

  13. FABIANE PEREIRA DOS REIS says:

    Ter essa perspectiva de ver a “floresta” é importantissimo para o nosso crescimento proficional e tambem pessoal , no nosso dia a dia na empresa temos que ver a floresta o tempo todo . Precisamos da “floresta” no nosso time e na organizacao .

  14. irene says:

    E preciso sair da ilha para ver a ilha.
    Realmente; quando afastamos um pouco da situacao , temos uma visao mais Ampla
    e enxergamos claramente…. e ate encontramos a solucao.

  15. Amanda Castro says:

    Essa leitura me fez entender que muitas vezes ficamos presos a pensamentos minimalistas ou até mesmo individualistas e acabamos tomando decisões sem entender o que isso impacta no outro, pois estamos olhando apenas a árvore.
    Quando abrimos nossos pensamentos e começamos a ver a floresta, nossas decisões começam a ser mais interdependentes e conseguimos entender aquela decisão ou ação vai impactar no outro.

  16. Paulo Sérgio Marques says:

    Somos parte de uma floresta imensa onde cada árvore tem sua importância. Fazer parte desse ecossistema corporativo, requer habilidades práticas e visão sistêmica de cada indivíduo e visão para si também para uma evolução.

  17. Vanessa Martins says:

    Como é importante temos a visão de como funciona uma floresta, não vendo somente um detalhe de uma só árvore, isso requer empatia, flexibilidade, adaptabilidade e o mais importante, você consegue enxergar o impacto do seu trabalho no produto final, isso é pertencimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *